Notícias de Imperatriz e região Sul do Maranhão

Notícias de Imperatriz e região Sul do Maranhão

BLOG DO NEGRAO | PAULONEGRAO.COM.BR

BLOG DO NEGRAO | PAULONEGRAO.COM.BR

IMPERATRIZ: Vereadores buscam melhorias na saúde para postos comunitários

0 comentários
Os vereadores Paulinho Lobão (PDT, Ditola e Bebé Taxista (PEN), estiveram na manha desta terça feira no gabinete do prefeito de Imperatriz, Francisco de Assis, visando garantir melhorias para os postos comunitários dos bairros em que residem. Após a visita ao gabinete, os vereadores foram pessoalmente acompanhado de um secretario do prefeito, aos bairros PQ Anhanguera, Vila Redenção e São José. La, puderam conversar com alguns servidores e constatar a precariedade em que se encontra cada uma dessas unidades de saúde.
Paulinho Lobão que reside na Vila Lobão, disse que a "Lobão e adjacência precisam ser melhor tratadas, devido a quantidade de pessoas que necessitam do atendimento em saúde diariamente".
Para o vereador Bebé Taxista que residente no parque São José, alem da saúde, "a ampliação dos serviços do município na área social, é outra carência enfrentada pela comunidade" Jã o vereador Ditola, nascido e criado no grande Bacuri, percebeu que as necessidade de fortalecimento dos serviços públicos no Anhanguera e buriti é uma necessidade antiga, por isso esta fazendo gestão juntamente com os demais legisladores, embora que ainda no período de recesso".

IMPERATRIZ : Governador empossa reitora da UemaSul nesta quarta-feira (18), em Imperatriz*

0 comentários
O governador Flávio Dino estará, nesta quarta-feira (18), em Imperatriz para a posse da primeira reitora da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul), Elizabeth Fernandes. A posse será no auditório do Palácio do Comércio, em Imperatriz.
Criada por Flávio Dino no dia 1º de novembro de 2016, a UemaSul levará novos cursos para o Sul do estado. A oferta considerará estudos do arranjo produtivo regional e resultará da ampla discussão com a sociedade civil e comunidade acadêmica, que iniciará o funcionamento da UemaSul no segundo semestre de 2017.
Na oportunidade, o governador ainda fará a assinatura da Ordem de Serviço da primeira etapa das obras de reforma e melhoria do Sistema de Abastecimento de Água de Imperatriz. O reservatório, localizado na Avenida Prudente de Moraes, tem 35.478m de rede fina, 35.252m de rede tronco, 5.741 ligações domiciliares. O investimento nessas obras é da ordem de R$ 11.402.229,53.
Governo Assina Ordem de Serviço para Melhorias no sistema de abastecimento de água em Imperatriz*
Por meio do Programa “Água Para Todos”, executado pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), o Governo do Estado assina ordem de serviço para execução dos serviços de reforma e melhorias operacionais, além de ampliação da rede de distribuição do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) de Imperatriz.
A meta do programa é aumentar a oferta de água potável aos lares maranhenses, sanando problemas da falta de água que afeta dezenas de famílias há anos. O evento contará com a presença do governador Flávio Dino e do presidente da Caema, Davi Telles.
As obras para recuperação de todo sistema serão iniciadas imediatamente após a assinatura, com o início dos serviços de implantação de redes totalizando, nesta primeira fase, 35.478 metros de rede fina DN- 50 a 100 mm e implantação de redes troncos DN-150 a DN-500, totalizando 32.111 metros de rede.
Além da implantação das redes serão executadas 2.000 novas ligações domiciliares hidrometradas, para ações de controle e uso racional, otimizando assim o consumo e evitando o desperdício de água tratada nas torneiras. O investimento é de aproximadamente R$ 11,5 milhões.
*

CAROLINA: SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA COBRA TAXA PARA REALIZAR OBRA PÚBLICA

0 comentários
Em tempos de crise, os moradores do Bairro Cibrazém, na cidade de Carolina – 860 km da capital – não se desestimularam com a incapacidade das instituições de atenderem suas reivindicações. Se juntaram e contrataram profissionais para realizar a instalação da rede de distribuição de água.
Conforme uma moradora, que pede para não se identificar, eles foram ao SAAE apresentar o problema da falta de água. A nova direção da empresa informou que não há condições de realizar nenhuma obra no momento, pois está se adaptando à realidade da empresa. Foram também até a Secretária de Infraestrutura, onde também não puderam ser atendidos. Mas, para a boa surpresa dos cidadãos, o secretário que é proprietário da DRIKKA Construções, muito atencioso e desprovido de interesses particulares, alugou uma máquina escavadeira por apenas R$ 170,00 a hora para cavar as valas onde estão sendo instalados os canos, que mesmo sendo inadequados para a correta distribuição de água, também foram comprados pelos moradores.

Os moradores do bairro dizem ainda que ficam muito surpresos quando veem veículos da mesma empresa fazendo a coleta do lixo em outros bairros mas não no deles.

Não foi possível verificar a empresa proprietária do veículo porque ainda não foi realizada licitação para contratação da empresa do lixo ou de pessoas físicas para o realização do serviço.

VÍDEO: Vitimas carbonizadas em acidente na BR 010

0 comentários
No acidente ocorrido na tarde desta segunda-feira (16) no Km 164 da BR 010, na cidade de Porto Franco, o veículo CHEV/SPIN, de placas BAA4360-PR, conduzido por Fábio Xavier da Silva Araújo, trafegava no sentido Sul Norte da BR 010 quando teria caído em um buraco existente na via, ocasião em que o condutor citado teria perdido o controle do veículo, colidindo a lateral esquerda com a lateral esquerda de um veículo tipo caminhão que trafegava em sentido contrário.


Com essa colisão, o veículo CHEV/SPIN rodou sobre a pista e colidiu com mais dois outros veículos que também trafegavam em sentido contrário. Em seguida explodiu e foi totalmente queimado.

Segundo dados da Perícia da Polícia Civil, foi possível constatar que todos os ocupantes deste veículo foram carbonizados, totalizando 6 corpos, sendo dois desses corpos de crianças. Ressalte-se que os demais envolvidos permaneceram no local do sinistro até que foram liberados pela Perícia da PC e pela PRF.

O fato, resultante desse homicídio culposo por acidente de trânsito, está sendo comunicado à Autoridade Policial para as providências legais que julgar necessárias.

Fonte: PRF

EDUCAÇÃO: Governo fará nova entrega de ônibus escolares a 18 municípios maranhenses

0 comentários
O Governo do Maranhão entregará, nesta terça-feira (17), às 9h, no Palácio Henrique de La Rocque, ônibus escolares a 18 municípios maranhenses. Os veículos foram adquiridos em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e serão doados às prefeituras municipais para atendimento de estudantes da rede pública, residentes na zona rural.
“Essa é mais uma demonstração do compromisso do governador Flávio Dino com a área da Educação e apoio aos municípios. Temos uma grande ação nesta área com o programa ‘Escola Digna’, que inclui a construção e reestruturação de escolas, valorização dos profissionais e também o transporte escolar, que é um direito de todos os estudantes e dever do Estado”, destacou o secretário Felipe Camarão.

Nesta etapa recebem ônibus escolares os municípios de Fernando Falcão, Santana do Maranhão, Bela Vista, Capinzal do Norte, Cururupu, Junco do Maranhão, Pio XII, Arari, São José de Ribamar, São João do Paraíso, Turilândia, São Domingos do Azeitão, Amarante do Maranhão, Fortuna, São Luiz Gonzaga, São Francisco do Maranhão, Turiaçu e Cajapió. Após assinatura do termo de doação, os gestores municipais receberão as chaves dos ônibus, que estão estacionados no pátio do Palácio Henrique de La Rocque.

Em outubro do ano passado, foram entregues 45 ônibus. Com essa nova entrega, já são 64 novos ônibus escolares destinados pelo Governo do Maranhão aos municípios, com investimentos de R$ 11,7 milhões. O ônibus escolar tem capacidade de carga de no mínimo 2.000 kg e comporta 29 estudantes sentados, podendo ser equipado com plataforma elevatória veicular.

Repórter é agredida ao vivo em Minas Gerais

0 comentários


A repórter Larissa Carvalho, da Globonews, foi agredida por uma mulher enquanto cobria rebelião de presos em penitenciária de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais.

A agressão aconteceu quando a jornalista fazia uma chamada ao vivo na TV. Subitamente, uma mulher apareceu e a empurrou no chão.

Policiais contiveram a agressora e isolaram a área. Em seguida, a repórter completou as informações aos telespectadores.Larissa Carvalho teve escoriações no braço direito. A mulher que praticou a agressão foi detida. Uma ocorrência policial foi registrada na delegacia de plantão de Ribeirão das Neves.

GREVE: agentes penitenciários entram em greve contra atraso nos salários

0 comentários

Agentes penitenciários e policiais civis do Rio de Janeiro deram início na madrugada desta terça-feira (17) a uma paralisação em protesto pelo não pagamento do salário de dezembro e o atraso do 13º salário. Os agentes também reivindicam melhores condições de trabalho, e destacam a superlotação dos presídios e o não aumento de efetivo.
A paralisação deve durar até a próxima segunda-feira, quando uma nova assembleia será feita. O fornecimento de alimentos, o cumprimento dos alvarás de soltura e a saída de presos para atendimento médico serão mantidos. Contudo, não serão permitidas as visitas de parentes aos detentos. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), um plano de segurança manterá a rotina das unidades prisionais.

A Secretaria de Estado de Fazenda informou por meio de nota que os salários de dezembro da área de segurança pública devem ser pagos ainda nesta semana. Os demais pagamentos ainda não têm previsão para serem quitados.Policiais civis

Já a paralisação dos policiais civis do Rio deve durar 72 horas. Os policiais deram início à Operação Basta, que vai durar até que seja pago o salário referente ao mês de dezembro. Neste período, só serão registrados flagrantes, termos circunstanciados, crimes violentos, crimes da Lei Maria da Penha e crimes que exijam diligências urgentes, como perícia.

O diretor do Sindicato de Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro, Leonardo Mota, disse que a paralisação é um aviso para o governo do estado. Segundo ele, o movimento tinha condições de decretar a paralisação no réveillon, mas adiou a decisão para evitar a repercussão internacional sobre o fechamento de delegacias em Copacabana, em período de muitos turistas na cidade.

"A paralisação é de 72 horas. Depois disso, a gente vai dar um aviso formal para fazer uma greve", disse o diretor, que afirmou que a categoria pretende paralisar sempre que o salário não for quitado no quinto dia útil de cada mês, o que não tem acontecido nos últimos meses.

Segundo Mota, serão mantidos apenas os atendimentos a casos de homicídio, flagrantes e roubo de automóvel: "É preciso registrar esses casos de roubo porque quem rouba um automóvel, rouba para praticar crimes. Precisamos registrar esses casos para que os donos não sejam responsabilizados".

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que não irá se manifestar sobre a decisão da entidade de classe, mas afirmou que os serviços emergenciais serão mantidos.

A presidente da Associação de Peritos Oficiais do Estado do Rio de Janeiro, Denise Rivera, afirmou que o movimento paredista está instruindo os servidores dos institutos médicos legais (IMLs) a atender apenas homicídios, violência doméstica e lesões corporais mais graves como estupros: "Vamos suspender o atendimento daquelas lesões corporais culposas, de DPVAT e os casos de verificação de óbito".

Além de pagamentos atrasados, Denise Rivera disse que as condições de trabalho também são ruins nos IMLs. "Trabalhamos com os mesmos problemas há muito tempo. Superlotação nas geladeiras, falta de imunização, falta de ar condicionado. Como é possível fazer necropsia em um calor de 45°C graus? Ninguém pode trabalhar de forma eficiente desse jeito", disse Denise.

Governo reforça investimentos para fornecimento de água no Maranhão

0 comentários

Nesta quarta-feira (18), o governador Flávio Dino assina, em Imperatriz, a ordem de serviço para início imediato de obras de melhoria e ampliação do sistema abastecimento de água da cidade, que é a segunda maior do Maranhão.
A ação faz parte do amplo pacote de entregas de sistemas de abastecimento de água que contemplam a maioria dos municípios maranhenses, por meio de esforços conjuntos de diversos órgãos e secretarias, para colocar em prática as estratégias de enfretamento à extrema pobreza e o déficit de 30 anos sem investimentos no setor.

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) investirá R$ 140 milhões no Programa de Reabilitação de Sistemas (PRS) em 60 municípios, beneficiando 790 mil pessoas. As ações para garantir água de qualidade aos maranhenses abrangem instalação e recuperação de sistemas universais de abastecimento e implantação de sistemas simplificados, além de poços e cisternas em zonas urbanas e rurais, priorizando ainda os municípios pertencentes ao Plano Mais IDH.

Nos 30 municípios pertencentes ao Plano Mais IDH, a Caema está implantando sistemas que incluem perfuração de poços tubulares, adutoras, redes e ligações. Já estão prontos os sistemas nos municípios de Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão, Aldeias Altas, Amapá do Maranhão, Belágua e Lagoa Grande. Os demais devem ser concluídos até o final do primeiro semestre.

A Caema também prioriza a conclusão da obra da adutora do Sistema Italuís, que abastece a capital maranhense. Na semana passada, o órgão operou a etapa mais complexa da obra com a movimentação da ponte de sustentação da adutora no Estreito dos Mosquitos. Em fase de conclusão, a obra aumentará em 75% o fornecimento de água em São Luís.

Já a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) está implantando 92 sistemas de abastecimento em zonas rurais de 68 municípios, incluindo São Luís. Com investimentos de mais de R$ 21 milhões, oriundos do Tesouro Estadual, por meio do Fundo Maranhense de Combate à Pobreza (Fumacop), os sistemas em andamento beneficiarão mais de 20 mil famílias.

As obras da Sedes também priorizam os municípios do Plano Mais IDH. Já foram iniciadas nas cidades de Araioses, Milagres do Maranhão, Arame, Brejo de Areia, Conceição do Lago Açu, Água Doce, Belágua, Cajari, Genipapo do Vieiras. Santana do Maranhão, Satubinha, Serrano e Itaipava do Grajaú. Os demais sistemas já estão em fase de licitação ou com ordens de serviço autorizadas pela Sedes.

Mais água para a produção

Em outra frente, o Governo do Maranhão trabalha para garantir abastecimento de água como forma de incremento da produção agrícola do estado. São R$ 40 milhões investidos em obras coordenadas pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) para a construção de 4.067 cisternas multiuso do tipo ‘telhadão’ com capacidade para 25 mil litros.

O Programa ‘Cisternas – Segunda Água’ deverá contemplar com recursos federais garantidos pela SAF, 16 municípios: Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajaú, Marajá do Sena, Belágua, Santana do Maranhão, São Benedito do Rio Preto, Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro do Maranhão, Paulino Neves, Amarante do Maranhão, Arame, Buriticupu, Nina Rodrigues, Presidente Vargas e Cachoeira Grande.

Soluções de gestão para superar desabastecimento histórico

Com mais de três décadas sem nenhum tipo de investimento, o Governo do Maranhão busca estratégias que garantam celeridade nos programas de implantação de sistemas de abastecimento de água no estado.

O presidente da Caema, Davi Telles, priorizou a agilidade nas entregas a partir de treinamento e preparação do corpo técnico da empresa e construção de diagnóstico dos atuais sistemas geridos pela companhia. “Investimos em treinamento do nosso corpo técnico para dar celeridade aos trâmites que envolvem a recuperação dos sistemas nas cidades cobertas por fornecimento da Caema. Também trabalhamos para entregar até o final do primeiro semestre todos os sistemas dos municípios do Plano Mais IDH, uma prioridade absoluta do governo”, explica.

Exemplo do trabalho em andamento para solucionar os graves problemas causados pela falta d’água, é a cidade de Imperatriz. Lá o governo garantiu a renovação de contrato de concessão de fornecimento junto à prefeitura, com garantias de ampliação de oferta de água para áreas rurais que até então não eram cobertas pela Caema.

Além da ampliação da área de cobertura, o governador Flávio Dino assinará ordem de serviços com investimentos de 14 milhões vão abranger regiões de Imperatriz que atualmente passam por problemas de fornecimento. Até o fim do primeiro semestre, o governo investirá R$ 20 milhões para sanar problemas históricos de desabastecimento no segundo maior município do Maranhão.

RIACHÃO: Vereador armado de facão ameaça comunidade em briga por terreno invadido

0 comentários
Um vereador da cidade de Riachão Maranhão, identificado com "vei Galdino", armou se de facão e patrocinou ameaças a comunidade neste fim de semana. Segundo informações da cidade, o vereador estaria tomando na força e no facão, um terreno, antes invadido por outra pessoa na cidade de Riachão.No vídeo é possível ver o "vei galdino" Armado e e ouvir as ameaças patrocinadas pelo mesmo. O curioso é que embora seja um parlamentar mirim, responsável pela criação das leis municipais, o politica em nenhum momento fez, uso da lei para dirimir as duvidas sobre a questão do terreno. Outro fato curioso, é que durante a ação truculenta do vereador "vei galdino", em nenhum momento ele se intimida com a gravação do vídeo e nem tão pouco sobre uma possível queia a policia e ao ministério publico.

click no no vídeo e veja toda ação de truculência do vereador "vei galdino" recém eleito em Riachão Maranhão.

Exoneração de peritos trava resultados no IML de Marabá

0 comentários
Ulisses Pompeu – de Marabá
Com a exoneração de peritos do IML (Instituto Médico Legal) de Marabá nos últimos dias, órgão sofre para obter resultados de perícias, que demoram cerca de 15 dias para o material ir a Belém e retornar.

Augusto Andrade, gerente regional da unidade do CPC “Renato Chaves” em Marabá, confirmou que apenas o CPC tem hoje 18 peritos e atualmente apenas seis médicos legistas, tendo perdido três que possuíam convênio com o órgão. O ideal para que o serviço pudesse ser prestado com qualidade, diz, seriam 15 profissionais. “Está havendo política de contingenciamento do estado para corte de gastos e fomos informados que deveríamos desligar três médicos credenciados”, diz.

Além disso, afirma, neste ano foi desligado um auxiliar de necropsia e no final do ano passado dois motoristas também tiveram o contrato encerrado. “Em menos de um ano perdemos oito funcionários”. Do Instituto de Criminalística não houve exonerações, uma vez que todos os peritos são concursados.

Ele destaca que desde 2007 – dez anos atrás – não é realizado concurso público para suprir vagas do CPC Renato Chaves. “Havia previsão de ser realizado no final do ano passado, mas por uma decisão do estado foi adiado. Em 2007 tínhamos, por exemplo, seis motoristas concursados e quatro contratados. Era um quadro de 10 funcionários, hoje temos cinco. Eram 17 cargos administrativos, hoje temos cinco e não há previsão de entrar mais gente”
, exemplificou.

Questionado sobre quais os problemas que acarretam em função dessa defasagem de servidores, Augusto destaca que o encaminhamento de material que é analisado em Belém, por exemplo, antigamente era feito semanalmente e hoje acontece a cada duas semanas. Dentre os exames feitos na capital estão dosagem alcoólica e histopatológico, colhidos nas necropsias. Exames de DNA e documentoscopia também são realizados apenas em Belém. Além disso, acrescenta, a redução no quadro de médicos poderá complicar em breve a escala de atendimento, que atualmente ocorre 24 horas por dia, além de causar demoras na liberação de corpos.O deputado estadual João Chamon disse que pretende encampar a luta para fortalecer o IML de Marabá na Assembleia Legislativa do Estado. “Nós já temos uma demanda extremamente grande para o pouco número de funcionários. Me comprometo junto aos peritos e pessoas que trabalham na área – e já venho atuando neste setor há bastante tempo – para agora, em 1º de fevereiro, quando retornarmos às sessões – fazermos um contundente pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa”.

Em seguida, acrescenta, pretende se reunir novamente com os peritos e dirigentes da categoria a fim de, juntos, criarem uma força tarefa para falar com o Governador do Estado. “Para que ele possa entender que essa é uma área extremamente prioritária e precisa haver uma mudança de atitude urgente. Isso não é apenas na nossa região, sendo deputado pelo estado, recebemos reclamações em todas as regiões. Todo este estado precisa mudar de atitude e entender que este é um setor extremamente importante para a vida das pessoas e para os setores afins”, declarou.

Para o parlamentar, o Governo do Estado precisa entender que o trabalho de um perito é fundamental para a família, para a conclusão de inquéritos e processos criminais. “Na Assembleia Legislativa, nestes dois anos, nós temos nos reunido bastante, eu e colegas deputados, temos conversado com o sindicato da categoria e temos nos reunido com os peritos que reclamam de salários atrasados, incompatíveis com a função, e falta de isonomia na categoria”, comentou.